Home > Gerais > Estudo indica que 843 milhões de pessoas viverão com lombalgia até 2050. Saiba como prevenir com exercícios

Estudo indica que 843 milhões de pessoas viverão com lombalgia até 2050. Saiba como prevenir com exercícios

Segundo o personal trainer Caio Signoretti, a dor na lombar está associada a uma série de problemas, como  fraqueza muscular

A dor lombar, também conhecida como lombalgia, é uma queixa comum que afeta grande parte da população mundial. De acordo com um grande estudo publicado na revista The Lancet Rheumatology em junho deste ano, essa é a principal causa de incapacidade no mundo, atingindo mais 600 milhões de pessoas. Até 2050, o número pode subir para 843 milhões. Essa condição pode variar de leve a intensa, interferindo nas atividades diárias e na qualidade de vida. Para o personal trainer especialista em musculação, Caio Signoretti, compreender as causas, sintomas e formas de alívio da lombar é essencial para lidar eficazmente com esse desconforto. 

Para chegarem ao resultado, cientistas de várias universidades do mundo analisaram dados de aproximadamente 500 estudos ao longo de 30 anos para estimarem a carga global de lombalgia. Eles descobriram ainda três fatores diretamente associados à dor na lombar: o tabagismo, obesidade e fatores ergonômicos no local de trabalho. De acordo com eles, caso esses temas fossem tratados, diminuiria o índice do problema em 39%. Para os pesquisadores, o tabagismo está associado devido ao enfraquecimento dos ossos e à danificação da coluna vertebral. A obesidade também está ligada a um aumento da carga nas estruturas da coluna vertebral, predispondo-as a lesões. E ainda, ambos os motivos tem relação direta a um estilo de vida não saudável.  

Quais as causas da dor lombar? 

A dor lombar pode se manifestar de diferentes maneiras, variando de uma sensação de desconforto a uma dor intensa e debilitante. Os sintomas podem incluir rigidez muscular, sensação de queimação, formigamento ou fraqueza nas pernas, e até mesmo dor irradiando para outras áreas do corpo. Esse tipo de desconforto é desencadeado por uma variedade de fatores, geralmente associados à fraqueza muscular, falta de mobilidade e falta de flexibilidade. “Com o tempo, nossas articulações vão ‘enferrujando’, e, quem não tem costume de se movimentar, ou até mesmo pessoas que passam muito tempo sentadas ou deitadas, tendem a ficar com o movimento mais limitado, encurtando a musculatura. E essa falta de alongamento que vai provocar a lombalgia”, explica Signoretti.

Signoretti acrescenta que a dor lombar é perigosa, pois pode se desenvolver para uma patologia. “Quem sofre com a lombalgia está propenso a desenvolver uma hérnia de disco devido a fraqueza muscular ou até mesmo a sofrer acidentes. No entanto, é mais comum que a hérnia aconteça de maneira gradativa”. No entanto, felizmente, existem alguns exercícios que ajudam a fortalecer a lombar, mas o personal relembra que não existe nenhum que resolva o problema de maneira localizada.

Como prevenir o problema? 

“O que precisa ser feito é o fortalecimento de todas as musculaturas do corpo para gerar equilíbrio muscular e principalmente da região central do corpo, chamado ‘core’, que é entre o quadril e os ombros.  Então é preciso trabalhar os glúteos, todos os estabilizadores da coluna, incluindo a região lombar, dorsal, os ombros, o abdômen e o transverso do abdômen para evitar sofrer com a lombalgia ou outros tipos de desconforto muscular”, explica. 

Caso a pessoa já sofra com outro tipo de lesão, o fortalecimento vai ser fundamental para prevenir que o problema se agrave, ou até mesmo para minimar as dores, de acordo com Signoretti. Ele finaliza dizendo que o diagnóstico adequado e o tratamento personalizado são essenciais para gerenciar eficazmente a dor lombar e melhorar a qualidade de vida. Ao adotar medidas preventivas e abordagens de alívio, é possível minimizar a ocorrência e a intensidade da dor lombar, permitindo uma vida mais ativa e confortável.

Sobre Caio Signoretti 

Caio Signoretti é personal trainer desde 2011, formado em Educação Física pela Unis (Centro Universitário do Sul de Minas). Se especializou em Gestão Estratégica e Inteligência em Negócios (2013) e em Musculação e Personal Trainer (2017). Desde 2017, Caio ajuda seus mais de 20 mil alunos de mais de 30 países diferentes a terem um ano de resultados em apenas três meses de treino. Tudo isso graças ao seu programa de treinamento virtual, o Personal Online.