Deic terá unidades especiais para investigar violência contra mulher e racismo em SC

A Polícia Civil de Santa Catarina terá pelo menos quatro novas estruturas dentro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic). A unidade especializada da corporação ganhou o reforço para aumentar os trabalhos em áreas que pedem mais atenção nos últimos anos. Duas unidades chamam mais a atenção.


Uma delas é Delegacia de Proteção aos Direitos das Mulheres e a outra é a Delegacia de Repressão ao Racismo e a Delitos de Intolerância. Todas foram oficializadas nesta sexta-feira (25) pelo governo do Estado.


No caso da estrutura para proteção das mulheres, a proposta é que a nova equipe atue para prevenir e reprimir os crimes e promover a investigação nas situações de maior complexidade e lesividade. Já a unidade de ação contra o racismo e intolerância estará focado também nas situações que envolvam pessoas com deficiência e os demais que se caracterizem por situações intolerantes.


Além destas estruturas, o delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Ghizoni, também propôs e teve o aval do governador Carlos Moisés da Silva para a criação de uma delegacia de Capturas. Ela será a responsável por cumprir mandados de prisão em aberto e trabalhar na recuperação de pessoas foragidas.


Por fim, também foi criada o Laboratório de Tecnologia Cibernética. Entre outros objetivo, a equipe terá a missão de investigar crimes que ocorrem na deep web.


Click Notícias

Fonte: NSC


16 visualizações0 comentário