Em carta, criança de 9 anos diz ter sido estuprada pelo pai e avô: 'Doía muito, mas ele continuava

Uma criança de 9 anos denunciou ter sofrido abuso sexual do próprio pai e do avô em São José dos Campos, no interior de São Paulo. O caso foi denunciado em junho deste ano e segue em investigação, sem ninguém ter sido preso. A criança faz acompanhamento psicológico e relatou o abuso em uma carta.


Os abusos foram descobertos pela mãe da menina, enquanto ela lavava roupas. Até então, a mãe nunca desconfiou que a criança estivesse sendo violentada.


“Eu estava lavando roupa, quando encontrei uma calcinha dela com manchas de sangue. Estranhei, porque ela ainda não menstrua e conversando ela revelou que o sangue era dos machucados que o pai e o avô haviam causado na região íntima dela, ao estuprá-la”, contou a mãe.


A criança narrou que o pai abusava dela desde os cinco anos de idade, já o avô teria iniciado a violência há cerca de dois anos.


Abusos foram descobertos pela mãe em junho deste ano, que denunciou o crime para a polícia. Passados três meses da denúncia, ninguém ainda foi preso.

“Durante muito tempo trabalhei em shopping e por isso o pai ficava cuidando das crianças aos finais de semana. Os abusos aconteciam justamente quando eu estava trabalhando e ele ficava em casa. Já com o avô, os abusos aconteciam quando eu precisava que ele buscasse ela na escola”, disse.


O caso foi denunciado na Delegacia da Mulher de São José dos Campos e é investigado pela Polícia Civil. O pai da menina fugiu após a denúncia.


Click Notícias

Fonte: G1






151 visualizações0 comentário