Estudantes podem usar notas dos dois últimos Enem para concorrer a bolsa no Prouni

Os estudantes poderão usar a nota obtida nas edições de 2020 e 2021 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para participar da seleção do Programa Universidade Para Todos (ProUni). A medida segue um decreto assinado na sexta-feira (18) pelo presidente Jair Bolsonaro (PL).


Inscrições para concorrer a vagas em universidades privadas usando a nota do exame começam na terça-feira (22)

De acordo com a regra até então vigente, a escolha tinha como base o resultado obtido no exame imediatamente anterior ao processo seletivo do programa. O decreto presidencial foi publicado em edição extra do Diário Oficial da própria sexta e já está valendo.


As inscrições para o ProUni começam nesta terça-feira (22) e podem ser feitas pelo site do programa. As bolsas vão até 100% do valor das mensalidades em faculdades particulares.


— Com a publicação deste decreto, o Ministério da Educação está ampliando as oportunidades para que mais estudantes possam fazer curso superior com bolsas de estudo — disse o ministro da Educação, Milton Ribeiro, em vídeo publicado nas redes sociais neste sábado (19).


Quem pode concorrer?


Podem concorrer ao ProUni os estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos e que cursaram os três anos do ensino médio em escolas da rede pública ou estudaram os três anos do ensino médio com bolsa integral em colégios privados.


Realizado em novembro, o Enem 2021 registrou forte redução de participantes. Foi a menor edição em 13 anos. Inscreveram-se para o exame 4 milhões de pessoas. O número representou recuo de 44% com relação ao volume de inscritos do ano anterior. No Enem 2020, realizado em meio à pandemia, houve abstenção recorde e mais da metade dos 5,8 milhões de inscritos faltou.


Click Notícias

Fonte: NSC


9 visualizações0 comentário