Homem é agredido com régua de pedreiro em Indaial

Um homem sofreu diversas agressões com uma régua de alumínio durante uma tentativa de homicídio no bairro Mulde, em Indaial, na noite deste domingo, 7.


Segundo a Polícia Militar, o caso aconteceu na rua Boa Esperança, por volta das 21h30. Alguns moradores informaram aos policiais que em um casa foram ouvidos gritos de socorro.


Momentos antes da PM chegar, um homem fugiu em um Honda City, de cor prata.

A vítima também não estava em casa, mas no local havia grande quantidade de sangue. Os policiais foram até o Hospital Beatriz Ramos para averiguar a situação.


No hospital, a polícia falou com a mulher, de 28 anos, que informou ser a esposa do homem que sofreu as agressões. Segundo ela, o suspeito foi até a casa procurando pelo marido, chamou várias vezes na frente de casa, e após uma breve discussão ele entrou na residência para chamar ela a se juntar na conversa.


Com medo do suspeito, ela trancou as portas. Nesse momento, ele começou a agredir o homem com uma régua de alumínio, utilizada em construção civil, para matar ele.


Temendo pela vida do marido, ela começou a gritar por socorro, momento em que o autor parou as agressões.


O homem fugiu do local em um Honda City. No carro, havia um motorista, desconhecido e no banco de trás um homem de aparência idosa. Segundo ela, não conhecia os suspeitos.


O homem ferido estava sendo atendido pelos médicos em virtude de um corte grande na lateral esquerda do rosto, acima da sobrancelha. Ele também sofreu outras lesões na nuca e na têmpora direita, com a possibilidade de ter perdido a visão do olho esquerdo. Ele também apresentou vômito com sangue, possivelmente por lesões internas.


Apesar do quadro de saúde, o homem informou que estava em sua casa quando seu ex-colega de trabalho, o suspeito, chegou na residência chamando ele.


Quando foi atender o suspeito, ele entrou na casa e pegou uma régua de alumínio e o agrediu diversas vezes com golpes na cabeça com o objetivo de matá-lo. As agressões só cessaram após sua esposa começar a gritar por socorro.


Ele informou que o motorista do veículo era um homem que não identificou, e no banco de trás do carro estava o pai do suspeito.


Segundo ele, não sabe qual é o motivo das agressões e que só conseguiu chegar ao hospital porque foi levado pela esposa.


A PM buscou mais informações sobre o autor, de 37 anos, e por meio de contatos obtidos pela esposa do ferido, foi possível chegar ao endereço do autor e também da mãe dele.

A Guarnição foi à residência do suspeito na rua Uruguaiana, bairro Encano do Norte, porém, não foi encontrado.


Como o endereço da mãe do autor é em Apiúna, os policiais pediram o apoio da guarnição da cidade. Os policiais foram até a Rodovia BR-470, bairro Ribeirão Roxo, porém, também não localizaram o suspeito.


Por ser uma tentativa de homicídio doloso, a Polícia Civil foi acionada e compareceu no hospital para colher o depoimento dos envolvidos.

O Instituto Geral de Perícias também foi acionado até o local em que ocorreu o crime para as diligências cabíveis.


Após às providências realizadas pelo IGP, e a apreensão do objeto utilizado para o cometimento do crime, a guarnição lavrou o boletim de ocorrência. A régua de alumínio ficou sob responsabilidade do perito para posterior análise de sangue e digitais.


Até o momento, o suspeito, autor do crime, não foi encontrado.


Click Notícias


Caio Ribeiro DRT 0002619/SC

39 visualizações0 comentário