Investigado em crime eleitoral acaba preso por armazenamento de arquivos de pornografia infantil

A Polícia Federal cumpriu nesta quarta-feira, 26, um mandado de busca e apreensão, expedido pelo Juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Araranguá, em uma residência localizada no município de Turvo.


A medida é referente a inquérito policial que apura a prática do crime de armazenamento de arquivos com conteúdo pornográfico infanto-juvenil.


A investigação, iniciada em dezembro do ano passado, teve início a partir da análise do celular pessoal de investigado em Inquérito Policial por crime eleitoral, de onde foi constatado o armazenamento de arquivos contendo material pornográfico infanto-juvenil.


Durante o cumprimento do mandado judicial de busca e apreensão, foi realizada a arrecadação e a apreensão de equipamentos de informática, celulares e mídias de armazenamento.


Todo o material apreendido será submetido a perícia, a fim de constatar a origem dos arquivos encontrados no celular do investigado, bem como a existência de material da mesma natureza.


O crime de posse ou armazenamento de arquivos de pornografia infantil, tipificado no artigo 241-B do Estatuto da Criança e do Adolescente, é punido com pena de reclusão de 1 a 4 anos.


Click Notícias

Fonte: SC Todo o Dia


49 visualizações0 comentário