Novo salário das polícias de SC é aprovado sob protesto e pressão da oposição

Mesmo com protesto de servidores e uma pressão intensa da oposição no plenário, o projeto do novo salário dos policiais e demais servidores da segurança pública de Santa Catarina foi aprovado. A votação ocorreu na tarde desta terça-feira (16), na Assembleia Legislativa (Alesc). O texto original do governo passou com 37 votos a favor e nenhum contrário. Mesmo assim, o placar não revela o que foi a discussão da proposta.

A oposição, capitaneada por Jessé Lopes (PSL) e Bruno Souza (Novo), tentou ainda recorrer em plenário contra a rejeição da emenda que reajustava o salário dos policiais de forma linear. Ou seja, pelo texto de Lopes, todos ganhariam R$ 2,1 mil, e não um reajuste percentual como propôs o governo. Praças dos bombeiros e da PM foram até o plenário defender essa reposição linear, assim como também protestaram do lado de fora do Palácio Barriga Verde.


A oposição, capitaneada por Jessé Lopes (PSL) e Bruno Souza (Novo), tentou ainda recorrer em plenário contra a rejeição da emenda que reajustava o salário dos policiais de forma linear. Ou seja, pelo texto de Lopes, todos ganhariam R$ 2,1 mil, e não um reajuste percentual como propôs o governo. Praças dos bombeiros e da PM foram até o plenário defender essa reposição linear, assim como também protestaram do lado de fora do Palácio Barriga Verde.


Esse recurso, entretanto, foi rejeitado. Também não passou no plenário a tentativa de Lopes de suprimir do projeto o aumento de salário de R$ 11 mil para os cadetes, que são os alunos do curso de formação de oficiais militares.


A justificativa do Estado é que essa concessão foi colocada no texto porque os cadetes têm vencido na Justiça as ações que pedem o pagamento do salário integral pago a quem estava no posto inicial da carreira.

Com a aprovação do projeto na Alesc, os pagamentos começam a ser feitos em janeiro de 2022. A primeira parcela será creditada no início do ano e a segunda em julho.


Click Notícias

Fonte: NSC


20 visualizações0 comentário