Paciente em SC perde parte da visão por erro médico e será indenizada, decide Justiça

Uma mulher deverá receber indenização e transplante custeado por um médico e um hospital no Meio-Oeste de Santa Catarina após ter perdido parte da visão por receber um tratamento errado para uma doença no olho. Ela conseguiu a reparação por determinação da Justiça, onde o processo corre sob segredo. Cabe recurso da decisão.


Na ocasião em que procurou o hospital, a paciente se queixava de fortes dores e coceiras no olho, com a visão prejudicada. O médico receitou então medicamentos para um tratamento de conjuntivite bacteriana, dos quais ela fez uso por 20 dias, mas não obteve melhora.


A mulher buscou então outros dois especialistas, que apresentaram um outro diagnóstico, de herpes corneana. Foi identificado ainda pela Justiça que o médico anterior chegou a receitar um remédio que nem sequer é indicado para a fase inicial dos tratamentos de ambas as doenças.


Com o caso agravado, a paciente precisará agora passar por transplante de córnea. Os custos associados à cirurgia deverão ser pagos pelo hospital e pelo médico, conforme escreve a decisão em primeira instância, da 1ª Vara da comarca de Capinzal.


Os reús ainda deverão indenizar a paciente em R$ 10 mil e pagar, solidariamente, uma pensão vitalícia equivalente a um terço de um salário mínimo.


Click Notícias

Fonte: NSC


29 visualizações0 comentário