Procon fecha agências por descumprir lei do tempo máximo de espera: “Acham que estão acima da lei”

Em razão do descumprimento da lei do tempo máximo de espera na fila, o Procon de Santa Catarina, por meio de uma Medida Cautelar, determinou a suspensão das atividades de 11 agências bancárias na Grande Florianópolis, nesta terça-feira (15), de bancos como Itaú, Caixa Econômica Federal e Bradesco.


A medida segue até que estas agências apresentem um plano para adequação do atendimento, no que se refere à distribuição de senhas, inclusive no lado externo da agência.


Em entrevista a Matheus Aguiar, no Jornal da Rádio Cidade desta terça-feira (15), o diretor estadual do Procon, Tiago Silva, afirma que o tempo de espera deve ficar entre 15 e 30 minutos. “É uma lei que existe desde 2003, há 19 anos vigente, e os bancos acham que estão acima da lei”, ressalta.


Ele explica que os diretores municipais do órgão também têm autonomia para exigir o cumprimento deste tempo de espera e também fechar unidades caso necessário. “Para denunciar a pessoa precisa pedir a autenticação da senha, com horário de atendimento fora do permitido, e encaminhar para o Procon”, orienta.


Click Notícias

Fonte: SC Notícias




19 visualizações0 comentário