Home > Gerais > Viacredi e Senai de Indaial lançam curso de costura personalizado para atender necessidade do setor têxtil da região

Viacredi e Senai de Indaial lançam curso de costura personalizado para atender necessidade do setor têxtil da região

A Viacredi, cooperativa do Sistema Ailos, e o Senai, se uniram para promover um curso de costura personalizado em Indaial.
O objetivo é formar mão de obra especializada para as confecções, uma necessidade dos próprios cooperados empreendedores da região, e gerar oportunidade de trabalho, principalmente, para mulheres que estão desempregadas, impulsionando assim, toda a economia local.

Hoje, de acordo com o Senai, os cursos técnicos na área têxtil já possuem uma alta taxa de empregabilidade, alcançando 86,34% de geração de emprego no ano passado, apenas em Indaial.
O curso, com duração de três meses, será 100% custeado pela Viacredi e terá a participação de 28 pessoas.
E além de proporcionar o conhecimento técnico para costura industrial – Reta, Overloque, Cobertura e noções de manutenção de máquinas, também vai abordar temas voltados ao desenvolvimento pessoal, como: relacionamento interpessoal; comunicação e feedback; comprometimento e foco em resultados; educação financeira e orientação para o mundo do trabalho.

DESENVOLVIMENTO LOCAL
A ideia do curso surgiu no início do ano, a partir de uma conversa da cooperada Neiva Cardoso Guse, 47 anos, com os consultores da Viacredi em Indaial.
Proprietária da Triângulo Alfaiataria há mais de dez anos, ela tem cerca de 30 funcionários e capacidade para aumentar a produção.

No entanto, a empreendedora encontra como principal desafio para a expansão a falta de mão de obra na cidade.
Natural de Presidente Getúlio, Neiva trabalhava como agricultora, mas tinha noções básicas de corte e costura.

Foi assim que, já nos primeiros dias de mudança para Indaial, no final de década de 1990, ela conseguiu um emprego na área.
Foi crescendo no setor e dez anos depois resolveu abrir a própria confecção.
Com planos para expandir o seu negócio, Neiva acredita que a Viacredi pode contribuir para o desenvolvimento de novos profissionais para o setor.

OPORTUNIDADES
Essa é a expectativa da aluna mais jovem do curso, Vitoria Johana da Silva Bezerra, de 19 anos. Ela sempre teve interesse em aprender a costurar, mas não teve a oportunidade técnica:
“Eu cresci vendo minha mãe e minha vó costurando e quando surgiu a oportunidade do curso não pensei duas vezes”.

Para a administradora aposentada Lucia Maria de Oliveira, de 56 anos, o curso é uma oportunidade de mudar de carreira, aprender coisas novas e não sair do mercado de trabalho:
“Meu irmão tem uma facção e essa é uma oportunidade de trabalhar com ele. Espero ter um bom retorno do curso”.

Clauber Barbosa de Lima, 23 anos, único homem inscrito para o curso, conta que se inspirou na mãe, que é costureira, para se especializar e tentar uma vaga no mercado de trabalho:
“No momento eu estou desempregado, então minha expectativa com o curso é absorver muito conhecimento e conseguir agregar essa profissão na minha vida”.

A gestora comercial da instituição, Jaqueline Hoffmann, conta:
“Nós firmamos um compromisso com a indústria local para que, assim que os alunos, finalizarem os módulos do curso, tenham a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho”.

Sergio Cadore, presidente do Conselho de Administração da Viacredi, diz que o projeto em parceria com o Senai de Indaial coloca em prática os princípios do cooperativismo e que o objetivo é ampliar o curso para outras regiões:
“Quando olhamos verdadeiramente para as pessoas e entendemos suas necessidades, conseguimos buscar alternativas para apoiá-las e essa é a essência do cooperativismo.”

Para ele ações como essa geram transformações em toda a comunidade envolvida:
“Movimentos como esse, impactam no desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas. E nós acreditamos que são elas as responsáveis por fazer com que a economia da região continue crescendo e se destacando com referência na indústria têxtil local”.